GR Assessoria Contábil

Balancete contábil: tudo o que o empresário precisa saber

Para gerir sua empresa dentro das normas fiscais, você precisa ao menos entender o que é o balancete contábil e qual sua função prática para a contabilidade do seu negócio.

Como trata-se de um procedimento contábil para empresa entender sua situação financeira, como sempre, existe um padrão de execução que deve ser cumprido à risca. 

Portanto, a melhor forma de fazer isso é por meio de profissionais da contabilidade devidamente capacitados.

Mas antes de você sair atrás de alguém para executar o balancete contábil na sua empresa, vale a pena conhecer primeiro as principais informações e a forma adequada de fazer o procedimento e manter seu negócio em dia com o fisco.

Confira no artigo de hoje tudo sobre esse assunto e também um passo a passo simples de como fazer esse documento importante para gestão empresarial.

Boa leitura.

O que é o balancete contábil?

Mão masculina assinando um balancete contábil

O balancete contábil é um relatório que as empresas precisam fazer onde vão constar os lançamentos de débitos e créditos e vão prover uma visão ampla da situação financeira do negócio em um determinado período.

Lembrando que não é um documento obrigatório para o fisco, a ausência disso não deixa a sua empresa inapta, por exemplo, é apenas uma estratégia para ajudar a executar uma gestão financeira mais segura e eficiente.

Na prática, o balancete serve para fazer um melhor gerenciamento e auxiliar na tomada de decisão dos gestores da empresa.

Assim, baseando-se no atual desempenho financeiro, planejando assim ações futuras para cobrir déficits ou utilizar capital para fazer investimentos em melhorias.

É importante não confundir o balancete contábil com o balanço patrimonial, pois enquanto o primeiro mostra um cenário de um determinado período, o outro é um consolidado da situação financeira como um todo.

Mais a frente vamos estabelecer melhor essas diferenças, e principalmente quando utilizar cada um.

Agora vamos entender mais sobre as utilidades práticas do balancete contábil.

A importância do balancete contábil

Contador fazendo cálculos do balancete contábil com o auxílio de uma calculadora e de planilhas

Suponhamos que você precise de um novo maquinário para acelerar a produção de um determinado produto da sua empresa, e para fazer o investimento, é preciso entender como estão os resultados recentes da empresa.

O balancete contábil vai oferecer essa visão, permitindo que seu planejamento parta de uma base de dados confiável.

Assim você detecta se é possível fazer a aquisição do maquinário neste momento, e quais as condições para fazer isso sem comprometer o fluxo caixa.

Outro ponto é que o balancete fiscal te ajuda a entender como está a situação fiscal e tributária da empresa, para conseguir uma gestão mais vantajosa, para não ser “enganado” pelas contas.

Muitas vezes ter dinheiro no caixa não significa necessariamente lucro.

Por isso, o balancete contábil é uma maneira segura e confiável de realmente saber como está a situação financeira, e assim fazer uma gestão mais eficiente dos recursos da sua empresa, sabendo, por exemplo, por onde reduzir custos na empresa.

Não tome decisões que envolvam uso de capital, sem antes executar um balancete contábil para guiar suas decisões com mais assertividade.

Diferença entre balanço e balancete contábil

Como mencionamos acima, balanço patrimonial e balancete contábil não são a mesma coisa, e só pelo nome já dá para entender um pouco do que cada um representa.

Balancete é um diminutivo para balanço, porque se refere a um determinado período do histórico financeiro de uma empresa, já o balanço patrimonial é um documento bem mais robusto que vai analisar as finanças por completo.

Outra diferença muito clara entre essas duas práticas, é que o balancete contábil não é obrigatório.

Até porque, sua finalidade é para o uso interno na empresa, e serve para o gestor entender as finanças do período e tomar as decisões pertinentes aos resultados do balancete.

Já o balanço patrimonial é uma obrigatoriedade e é solicitado pela Receita Federal.

Nesse sentido, ele serve para que eles entendam a situação da sua empresa e confiram se os tributos estão liquidados, se há discrepâncias nas informações, possibilidade de evasão fiscal, e afins.

Então, o balancete contábil é uma ferramenta importante para o dia a dia da sua empresa, enquanto o balanço é uma obrigatoriedade legal que não tem como escapar visando a legalização da empresa.

Vale dizer que ambas devem ser executadas por um profissional de contabilidade qualificado.

O que um balancete contábil precisa ter?

Primeiro, é preciso entender todos os conceitos contábeis que compõem um balancete padrão.

Por isso, algumas coisas devem ser consideradas para poder compor o documento de maneira eficiente.

Então, alguns termos utilizados no dia a dia da contabilidade precisam ser bem compreendidos para podermos dar início a elaboração do balancete, e alguns talvez você esteja familiarizado.

Vale relembrar como funcionam. Vamos dividir em 2 conceitos básicos que são os ativos e os passivos:

Ativos

Nesse grupo vão todas as informações financeiras relacionadas aos bens da empresa, como imóveis, carros, caixa, contas a receber, descontos a recuperar, etc.

Ou seja, ativos são todas as entradas de capital e também bens que compõem o patrimônio da sua empresa, e são partes fundamentais do balancete.

Passivos

São tudo aquilo que retira capital da empresa, como impostos, aluguéis, folha de pagamento, dentre outras coisas, e também são fundamentais para o balancete.

Outras coisas que seu balancete contábil precisa ter são:

  • Despesas, custos e resultado
  • Reservas
  • Impostos a recuperar e a pagar
  • Valor a receber em curto e longo prazo
  • Valor dos bens e produtos
  • Receitas
  • Informações bancárias completas.

Como elaborar um balancete contábil?

Planilha de controle do balancete contábil com moedas e uma caneta por cima

Com essas informações à mão, você pode começar elaborar o balancete, tendo em mente que a disposição dessas informações precisam ser claras e estarem completas, senão o resultado pode só te levar a tomar decisões errôneas.

A recomendação é utilizar o modelo de visualização mais básico, em 4 colunas, com metade contendo os movimentos e na outra parte o saldo.

Na parte dos movimentos vão às entradas e saídas, ou seja, os débitos e créditos, enquanto as colunas de saldo calculam automaticamente a diferença entre esses dois itens.

Em termos contábeis, o balancete tem um crédito correspondente a cada débito, dessa forma o saldo do credor e devedor ficam igualados.

A mesma lógica se aplica aos passivos e ativos, onde há uma correspondência de informação para cada item inserido na planilha.

Principais vantagens do balancete contábil

Muitos podem pensar que o balancete contábil serve para conter incêndios, ou seja, para quando a situação financeira estiver complicada, mas na verdade, as vantagens mais importantes são quando o caixa está positivo.

Claro que em tempos de crise financeira, o balancete é crucial para a empresa sobreviver, pois vão mostrar os impactos negativos e as possíveis soluções que você pode encontrar para sair do buraco.

No entanto, quanto a situação está positiva, o balancete pode te mostrar várias oportunidades de crescimento de patrimônio e expansão dos negócios.

Assim, te permite fazer investimentos certeiros.

O ideal para controlar a saúde financeira da empresa e também gerir as cargas tributárias, é fazer o balancete contábil de tempos em tempos, sempre com a assessoria contábil de um profissional para obter um documento fidedigno a situação.

Caso contrário, um balancete contábil incorreto ou incompleto, pode fazer com que a sua gestão cause prejuízos graves aos cofres da empresa.

Então é importante fazer com quem entende do assunto.

Nossa equipe conta com profissionais experientes em te ajudar com a área de contabilidade. Nós estamos prontos para te ajudar a não ter mais problemas com o seu balancete contábil. Confira nossa página!

Conclusão

Conhecer a fundo como funciona o balancete contábil vai te ajudar a elaborar o documento adequado para otimizar a gestão financeira do seu negócio. 

Leve em consideração que as informações precisam estar devidamente corretas, por isso a contabilidade geral da empresa precisa estar em dia, e procedimentos como a escrituração contábil te ajudam a ter esses dados sempre atualizados e precisos.

Estando com as contas devidamente organizadas, o balancete vai permitir que você tome decisões como gestor muito mais produtivas para operação da empresa, e não vai precisar agir por puro achismo.

Coloque o balancete contábil com item primordial para o planejamento da sua empresa, e verá como as soluções serão bem mais certeiras, pois você terá uma ampla visão do cenário financeiro.

E para fazer um balancete contábil completo e dentro do padrão, conte com uma assessoria contábil que realmente entende do assunto e tem planos variados para contemplar vários orçamentos. Conheça as soluções da GR Assessoria.

Conheça também a nossa consultoria contábil!

Venha para a nossa contabilidade. Também realizamos a abertura de empresas, alterações contratuais e consultoria contábil!

Deixe um comentário

Rolar para o topo