GR Assessoria Contábil

Como reduzir custos na empresa: dicas para aplicar hoje

Saber como reduzir custos na empresa não deve ser apenas uma medida para quando o financeiro está apertado, na realidade isso tem que fazer prática do planejamento e da gestão desde o ínicio.

Existe uma máxima no universo corporativo que diz que custos são como unhas, tem que cortar periodicamente, e apesar do folclore, isso na prática tem efeitos muito positivos.

Conhecer os tipos de custos que sua empresa possui e entender a relevância de cada um deles vai te ajudar a fazer reduções sem comprometer a qualidade da operação ou do produto.

Por isso, separamos algumas dicas práticas para que você comece a aplicar hoje mesmo na sua empresa e comece a fazer esse equilíbrio das contas.

Lembrando que cortar custos pode permitir investimentos, que podem vir para aumentar o faturamento.

Então, vem saber mais sobre esse assunto.

Boa leitura.

A importância de saber como reduzir custos na empresa

Pessoas discutindo como reduzir custos na empresa com calculadoras e planilhas na mão

Não dá para sair cortando custos à torto e a direito, por isso é o tipo de ação que precisa ser planejada e de preferência, estar presente desde a abertura da sua empresa, pois é algo que nunca deve ser negligenciado.

Primeiro é importante entender os que são os custos fixos e os custos variáveis. 

Abordaremos mais sobre isso na sequência, pois no momento, o que precisamos destacar é a importância de ter a redução de custos como prática constante na sua empresa.

Isso porque, diminuir custos em geral, significa otimizar as finanças e manter o fluxo de caixa da empresa saudável.

Assim a operação pode transcorrer de maneira efetiva, viabilizando o negócio.

Manter uma política de cortes, redução e ajustes nos custos é o segredo para que as empresas sejam longevas no mercado. 

Afinal, isso proporciona, inclusive, investimentos em inovações e afins.

Assim como na vida pessoal, onde fazemos o possível para economizar nas coisas de casa, na empresa o conceito é o mesmo.

Assim, existem técnicas e estratégias de contabilidade que vão te ajudar a fazer a redução de custos da maneira adequada.

Antes de tudo, conheça os tipos de custos na empresa

Como antecipamos, existem alguns tipos de custos nas empresas que devem ser estudados a fundos pelo empreendedor.

Afinal, não basta sair reduzindo despesas de qualquer jeito, sem critério algum, é preciso saber onde cortar e onde investir.

Conhecendo os tipos de custos mais comuns na vida empresarial, facilita o controle sobre as finanças e permite que você faça uma gestão financeira mais eficiente, e quem sabe até melhore os lucros no final do mês.

Além dos custos fixos e variáveis, na visão contábil consideramos também os custos diretos e indiretos. Então vamos entender melhor sobre cada um dos custos do balancete contábil.

Custos Diretos:

Infográfico ilustrativo sobre a importância da redução de custos nas empresas.

São todas as despesas que impactam diretamente nos produtos e serviços comercializados pela empresa, então tem uma influência no preço de comercialização.

Exemplo disso são as matérias primas, a mão de obra, os maquinários utilizados, frota de veículos e por aí vai.

A princípio podem parecer despesas essenciais onde não é possível fazer reduções.

Mas com a estratégia certa é possível diminuir os custos diretos sem comprometer a qualidade do produto ou da entrega.

Custos Indiretos: 

São todas as despesas que não tem relação com o produto final, mas ainda assim são importantes para o funcionamento da empresa.

As contas de luz, água, internet e custos de legalização da empresa, por exemplo ao abrir sua ME, são custos indiretos, que não vão influenciar no produto em si, mas são necessários para a empresa funcionar.

Esse tipo de custos são os primeiros que as empresas cortam em momentos de crise. 

Entretanto, fazer isso sem entender a relevância de cada um pode apenas piorar sua situação. 

Por isso, entenda bem a função de cada gasto e lembre-se que reduzir não quer dizer cortar, mas sim otimizar.

Custos Fixos:

Essas são aquelas despesas que possuem uma frequência, seja mensal, quinzenal ou anual.

Muita gente acha que o termo fixo tem a ver com o valor, mas não necessariamente.

Por exemplo, pagamento de funcionário é um custo fixo e direto, de valor igual a todo mês (salvo comissões e horas extras).

Por outro lado, a conta de energia elétrica também é um custo fixo, mas que o valor pode variar.

Portanto, considera-se custo fixo todo aquele que tem uma recorrência pré determinada e não um valor de fato.

Falando especificamente do custo fixo com funcionários, é o tipo de redução mais difícil de ser feito por parte do empreendedor, mas em alguns casos pode ser a única alternativa para manter o caixa saudável.

Custo variável:

Os custos variáveis podem ser diretos ou indiretos e tem a ver com alteração do valor em curto prazo.

A matéria prima é um bom exemplo, pois dependendo da demanda produtiva pode aumentar ou diminuir, e mesmo o valor cobrado pelos fornecedores também pode sofrer alterações.

Se sua empresa utiliza algum tipo de terceirização de mão de obra, isso também pode ser considerado um custo variável, principalmente se for relacionado a metas e comissões.

Então… o que significa redução de custos?

Quando você entende os tipos de custos, fica mais fácil compreender o que é essencial para sua empresa e o que pode ser reduzido, assim você corta somente o que menos impacta na qualidade do produto ou serviço.

Custos diretos, por ter influência direta na produção ou execução do serviço, são mais sensíveis de serem reduzidos. 

Afinal, podem interferir na qualidade da entrega, mas podem ser otimizados.

Portanto, ter opções variadas de fornecedores de matéria prima para poder escolher os de melhor preço é uma forma de reduzir custos sem implicar no resultado.

Custos indiretos podem ser otimizados mais facilmente, então costumam ser as primeiras opções de corte.

Vale ressaltar que todos os cortes e reduções, idealmente devem ser planejados com o auxílio de um profissional especializado em contabilidade, que saiba lidar com os números, como fazer uma escrituração contábil e entenda o funcionamento da empresa, deixando o processo bem mais eficiente.

Quer reduzir seus custos de forma inteligente?

Através de uma analise aprofundada das sua empresa, faremos um diagnóstico tributário na sua empresa e te dar a solução para uma contabilidade mais fluida e otimizada fazendo redução de custos da sua empresa.

Como reduzir custos na empresa: 6 dicas de quem entende do assunto

Pessoas lendo e discutindo com tablets e canetas como dicas de como reduzir custos na empresa

Entendendo os tipos de custos e sua relevância, é hora de ir para prática e começar a reduzir onde é possível.

Corte toda a estrutura física que não seja necessária

Talvez o maior exemplo de redução de estrutura física tenha sido a adesão ao home office por conta da pandemia, pois sem o aluguel do prédio, conta de luz e vale transporte, as empresas economizam muito.

Esse tipo de corte de custos mudou o paradigma da importância da estrutura física.

Treine e capacite a sua equipe: mais produtividade!

Aqui a gente volta na ideia de investimento, por isso, fornecer cursos e treinamentos para sua equipe, faz com que as tarefas sejam realizadas de forma mais rápida e com menos erros, o que representa menos prejuízos.

Fique de olho nos custos com água e luz

Pode não parecer, mas gastos desnecessários com água e luz impactam muito no financeiro da empresa. Torneiras abertas ou pingando, luzes acesas em locais onde não tem ninguém, tudo isso gera uma despesa desnecessária.

Treine a equipe para ter essa consciência também.

Evite documentos em papel, use e abuse da tecnologia

Deixe a impressora para momentos onde realmente não haja um substituto digital, e hoje em dia, até contratos podem ser assinados digitalmente e possuem a mesma validade legal.

Invista nesse tipo de tecnologia e economize com impressões desnecessárias.

Fornecedores: saiba negociar e esteja na constante busca por melhores oportunidades

Reforçando a ideia de ter mais de uma opção de fornecedores, pois isso te permite poder negociar melhor as matérias primas e assim conseguir reduzir os custos de produção.

Isso inclusive pode refletir num preço final mais competitivo para o seu produto.

Otimize a jornada de trabalho

O bom funcionário não é o que fica até mais tarde para concluir suas tarefas, mas sim, aquele que consegue ser eficiente dentro da sua jornada de trabalho. 

Até porque, ficar até mais tarde significa horas extras para você pagar.

Então defina processos eficientes para que a jornada de trabalho seja cumprida corretamente e as entregas ocorram no prazo determinado.

Dica bônus: uma contabilidade parceira pode te ajudar a reduzir custos contábeis!

Imagem com moedas e gráficos ilustrando a redução de custos nas empresas.

Novamente falando de digitalizar tudo que é possível para reduzir custos, você precisa conhecer os serviços de contabilidade online da GR Assessoria Contabil.

Otimizamos nossos serviços para poder otimizar a entrega de soluções em contabilidade e assim ter planos bem mais em conta e completos.

Nosso time tem contadores experientes para ajudar com os problemas da sua empresa, prestar consultoria contábil e também criar um planejamento para reduzir custos sem comprometer a qualidade dos produtos e serviços.

Temos uma gama de serviços que te auxiliam de diferentes maneiras, da folha de pagamento dos funcionários, alterações contratuais, até os relatórios contábeis inteligentes. Muita coisa bacana!

Confira a página com todas as informações sobre o nosso serviço de Contabilidade. Somos contadores experientes em identificar oportunidades de redução de custos, te ajudamos com tudo!  

Conclusão

Por fim, saber como reduzir custos na sua empresa é fundamental para saúde financeira e longevidade do seu negócio, por isso aplique essas dicas práticas para otimizar as operações.

Além disso, adquira uma assessoria financeira profissional e online com planos que cabem no seu orçamento, conheça as soluções da GR Assessoria Contabil.

Mais conteúdos

Deixe um comentário

Rolar para o topo