GR Assessoria Contábil

Erros comuns nas transportadoras que provavelmente você comete.

Transporte por ComboioQuem nunca cometeu erros na vida? É algo comum o ser humano não prestar atenção em certos quesitos e cometer erros, para sanar as falhas humanas em transportadoras de cargas, é preciso de tempos em tempos fazer uma gestão de risco para descobrir os erros, ato que não é comum nas transportadoras e é preciso intensificar essa cultura pois isso transformará a gestão das transportadoras, pensando nisso, separamos os 5 principais erros que as transportadoras cometem e você pode não perceber, siga abaixo e não cometa esses erros.

1 – Falta de Planejamento Tributária

Segundo o IBGE, 95% das empresas pagam tributos indevidamente.

A falta de planejamento tributário está entre os fatores que mais contribui para a elevação do custo das empresas no Brasil. Seu concorrente pode estar com uma rentabilidade maior que a sua transportadora e este fato pode não ter relação alguma com os valores das transportadoras.

Com a complexidade da legislação fiscal, onde, na média são editadas rapidamente, as transportadoras na maioria dos casos não percebe que paga tributos indevidos, isso ocorre também pela falta de uma contabilidade não especializada na área, que consiga dar um suporte mais preciso para as transportadoras.

  • Entender as demandas da sua transportadora.
  • Saber em qual regime tributário é o ideal para a transportadora.
  • Ter conhecimento na ponta das operações.

2 – Falta de organização das operações.

O transporte está diretamente relacionado ao tempo, isto é, cumprir as atividades propostas no prazo demonstra a eficiência e agilidade do setor.

Dessa maneira, os atrasos remetem à ineficiência na execução das atividades e ocasionam custos, efeito chicote (alterações nos prazos acordados), problemas judiciais englobando o código de defesa do consumidor, além de interferir no relacionamento e na confiança do cliente.

Nesse sentido, é importante destacar que os atrasos no setor de transportes ser dão por vários motivos, como:

  •  malha rodoviária precária;
  • equipamento/maquinário antigo ou velho;
  • ausência de plano de gerenciamento de riscos;
  • falhas no processo de planejamento e controle de manutenção;
  • ausência de integração entre os demais modais de transporte;
  • gestão operacional ineficiente.

Então, é preciso manter uma gestão de transporte eficaz com bons planos de ação para reduzir ou evitar a ocorrência dos atrasos nas entregas.

3 – Falta de planejamento operacional e estratégico pode prejudicar a gestão de transporte

Tudo se inicia pelo planejamento, o recomendado é estabelecer suas estratégias de entrega, ou seja, como vai ser realizada a distribuição, onde serão efetuadas as cargas e descargas, qual o veículo em que os produtos serão transportados etc. Esses fatores ajudam ter uma visão preventiva do que ocasionará menos gastos e do que será mais eficiente, desde os caminhos a seguir até os destinos finais.

Então, se existirem padrões preparados na organização será mais simples prosseguir com as atividades quando ocorrerem mudanças nos recursos humanos ou exigências de rapidez decisória, evitando prejuízos para a empresa e transtorno para o cliente.

A falta de planejamento atrapalha todos os processos de uma empresa e até mesmo prejudica a cadeia logística de um cliente e, assim, a reputação do estabelecimento fica prejudicada, pois os clientes não conseguirão confiar em uma empresa que não cumpre com seus prazos e objetivos. Logo, é primordial que o gestor realize todo o planejamento operacional de forma que esteja alinhado com o planejamento estratégico da empresa.

4 –  Baixa qualificação da equipe

O desempenho de um operacional é primordial para os resultados da empresa, mas ele nunca age sozinho, e sim necessita ter um time de colaboradores preparado, ou seja, é essencial investir em treinamento para qualificar os profissionais, de maneira a mostrar a eles os melhores métodos e, consequentemente, aperfeiçoar a operação.

Antes de partir para cada entrega, os motoristas precisam realizar um checklist nos veículos e solicitar o reparo caso algum problema seja encontrado, isso garante maior segurança da operação de transporte de mercadorias. A quantidade de falhas é reduzida e protege a vida dos profissionais envolvidos e a qualidade das mercadorias transportadas.

A baixa qualificação dos profissionais envolvidos pode prejudicar todo o processo, assim um treinamento de segurança precisa ser realizado de maneira regular. O trabalho humano da organização precisa ser mais importante do que qualquer máquina e sistema de gestão usado. Nesse contexto, realize debates e dialogue com cada um sobre a importância da segurança e transmita as melhores estratégias e as situações potencialmente arriscadas.

É fundamental saber se comunicar com o time de colaboradores e, além do mais, é preciso sempre estar preparado para responder aos questionamentos. O gestor deve preparar os funcionários para proporcionar o melhor atendimento possível aos clientes.

5 –  Falta de Assessoria Especializada

Em suma, podemos dizer que a assessoria contábil nada mais é do que um serviço oferecido por especialistas altamente capacitados — seja um escritório contábil ou contador autônomo — que se dedicam exclusivamente a propor soluções em áreas da gestão, contabilidade, auditoria, assuntos trabalhistas, fiscais, financeiros entre outros relacionados.

De forma prática, esses profissionais realizam o acompanhamento e o desempenho da sua empresa em relação a processos tributários, finanças, expansão do negócio, lucratividade etc.

Sendo assim, eles buscam sugerir os melhores caminhos para a sua empresa, a fim de que sua marca no mercado se torne estável, competitiva e tenha todo o potencial para crescer exponencialmente.

blog

Deixe um comentário

Rolar para o topo