GR Assessoria Contábil

O que é escrituração contábil: fique por dentro das obrigações

O que é escrituração contábil

O empresário familiarizado com os termos da contabilidade já deve ter ter noções sobre o que é escrituração contábil, mas essa não é a realidade de todos.

É isso que vamos falar hoje, pois esse procedimento é fundamental para que as empresas mantenham registros fidedignos do créditos e débitos.

Com esse controle é possível ter uma visão geral do patrimônio da empresa, para assim se planejar melhor, sem contar que é necessário para estar em dia com as burocracias.

Portanto, vem com a gente entender os detalhes do que é estruturação contábil, suas obrigações e também os benefícios que ela traz para sua empresa.

Boa leitura.

O que é escrituração contábil

O conceito de escrituração contábil é bem simples, pois trata-se basicamente de um registro de todos os fatos contábeis que acontecem no dia a dia de uma empresa.

Esses fatos, são aquelas ações que impactam diretamente no patrimônio da companhia, seja uma entrada de capital ou uma saída, não importando o valor.

É um procedimento obrigatório principalmente por conta de fiscalizações, por isso é algo que você empresário jamais deve negligenciar para a proteção legal do seu negócio.

Porém, a escrituração contábil serve para muito mais que isso.

entenda o que é escrituração contábil: o contador calculando e anotando.

Entenda para que serve a escrituração contábil

Esse procedimento serve para que seja registrado de forma cronológica todos os fatos contábeis, permitindo ao empresário um controle maior das suas finanças, algo que é fundamental para uma boa gestão.

Esse controle ajuda, inclusive, a evitar da sua empresa ficar inapta.

Geralmente ela entra nas empresas por ser uma obrigatoriedade fiscal, mas saiba que a técnica existe há muito tempo e é a forma que até impérios do mundo antigo utilizavam para fazer sua gestão financeira.

No dia a dia da operação, cada ação sua que impacte no patrimônio da empresa legalizada deve ser registrada, como uma venda, um empréstimo ou pagamento de funcionários e fornecedores, por exemplo.

Com uma boa noção desses números, que devem ser devidamente atualizados, é possível gerir as finanças com muito mais assertividade.

Quem é obrigado a fazer a escrituração contábil?

Segundo a legislação brasileira, a obrigatoriedade da escrituração contábil é para todas as empresas, independentemente do tamanho ou atividade exercida, com exceção do MEI.

Está bem descrita no Código Comercial da Lei das Sociedades por Ações, da Legislação Tributária e das Normas Brasileiras de Contabilidade e não ter uma escrituração dessas pode representar muitos problemas para você, empresário.

Não fazer a escrituração contábil te trará problemas

De cara, temos que falar que quem não apresentar a escrituração contábil ao fisco estará sujeito a multa de 0,5% do valor da receita bruta no período a que se refere a escrituração. 

Isso vale para atrasos na entrega ou quando é feito de forma inadequada aos requisitos da Receita Federal.

Esse valor pode aumentar em casos de omissão dos dados financeiros ou informações incorretas, podendo até ocasionar em multa crescente por dia de atraso na entrega adequada.

Por isso não dá para negligenciar esse procedimento, veja como as consequências são severas.

ECD: conheça a Escrituração Contábil Digital

ECD é a sigla para Escrituração Contábil Digital, que é uma modernização do procedimento implementada em 2013 que trouxe muito mais agilidade para a fiscalização e para a apresentação por parte dos empresários.

Resumidamente, a ECD veio para substituir o processo burocrático que antes era feito, o que ajudou a acelerar esse processo, sendo uma das partes vitais do projeto SPED.

Por meio da ECD, seu contador faz o envio do Livro Diário e auxiliares, Livro Razão e Livro dos Balancetes, tudo de forma online, com muito mais rapidez.

Como fazer escrituração contábil.

Saiba como se faz a escrituração contábil

Com exceção de MEIs, todas as outras modalidades de empresa não escapam da escrituração contábil, por isso é importantíssimo saber como se faz.

Primeiro ponto aqui é saber que existem regras e formalidades que precisam ser respeitadas para que o documento tenha a devida validade, e as principais são:

  1. O texto da escrituração deve ser redigido em português;
  2. Todos os valores devem ser expressos em reais;
  3. Respeite sempre a ordem cronológica dos fatos contábeis;
  4. Tenha base documental para atestar a veracidade das informações;
  5. A escrituração contábil manual não deve conter rasuras, emendas, espaços; em branco ou qualquer artifício que possibilite uma fraude nos registros;

Porém isso é o básico, pois o documento também deve ser redigido seguindo as Normas ABNT e ainda contemplar as seguintes tecnicalidades:

  • Número de identificação do lançamento;
  • Data do fato contábil;
  • Conta devedora;
  • Conta credora;
  • Valor contábil.

Em casos de erros é possível solicitar correção junto ao fisco, porém, essa retificação também seguirá as mesmas normas, mas o mais importante é que tudo esteja nos conformes para não ocasionar em multas como já mencionamos.

A maneira mais assertiva de fazer a escrituração contábil é ter um time contábil que realmente sabe do assunto, e que possa fazer esse acompanhamento bem próximo da sua operação, para trazer as informações precisas e atualizadas.

Ter uma contabilidade parceira auxiliando sua empresa nesses processos tão importantes e te prestando consultorias é como ter um sócio ativo que faz a coisa toda funcionar, por isso, escolha empresas e profissionais sérios, com profissionais especializados para não correr riscos. Conte com o serviço de Contabilidade Online: eficiente, seguro e te ajuda a entender todas as obrigações. Clique e saiba mais!

O SPED Contábil surgiu para facilitar a escrituração contábil

O SPED Contábil é sem dúvidas o melhor amigo do contador e por consequência será um ótimo parceiro para sua empresa também.

Foi criado para centralizar todos os envios de informação facilitando a fiscalização por parte dos órgãos do governo e também agilizando o dia a dia da contabilidade, pois mitiga muito das burocracias envolvidas nos processos.

SPED é a sigla para Sistema Público de Escrituração Digital, uma solução tecnológica que permite uma contabilidade mais assertiva para profissionais e empresários. Saiba mais nesse conteúdo onde aprofundamos o assunto.

Na prática, o SPED Contábil aproxima o contribuinte da Receita Federal, permitindo um envio de informações mais ágil, o que economiza tempo e gastos, além de proporcionar um controle muito melhor por parte do Governo e também para você empresário.

As principais informações que devem ser entregues no SPED Contábil são o Livro Diário e o Livro Razão, que falaremos mais na sequência.

O que é o Livro Diário: conhecendo os livros de escrituração

Como o nome bem diz, o livro diário é aquele onde se registra toda e qualquer movimentação de valores dentro da sua empresa, portanto é um item básico da escrituração contábil.

É um livro obrigatório, com formalidades bem específicas como folhas numeradas, termos de abertura e de encerramento, e deve possuir a assinatura do contador e do empreendedor para ter validade e ainda ser autenticado pela junta comercial.

Todos os registros devem seguir uma ordem cronológica dos eventos e podem ser feitos na hora ou posteriormente por reprodução, porém nada pode ficar de fora, não importa se o valor for baixo.

Pode ser feito digitalmente também, o que facilita muito a vida do empresário atualmente.

O que é o Livro Razão: conhecendo os livros de escrituração

O Livro Razão também é obrigatório, mas é menos burocrático que o Livro Diário, pois nele não precisam constar os termos de abertura e encerramento e nem mesmo ser validado na junta comercial.

É um registo mais geral, que serve para controlar o saldo das contas registradas no Livro Diário de forma individual, ou seja, no Livro Razão consta os dados em abertos, bem como contas a pagar e a receber.

Ambos os livros representam os registros no período de um ano contábil da empresa, e podem ser enviados digitalmente no SPED.

Conclusão

Abrir uma empresa no Brasil não é tarefa simples, mas mantê-la é que é realmente matar um leão por dia.

Os desafios de abrir uma ME, uma EPP já começam na hora de entender todo o processo de abertura.

Contudo, muitas das suas obrigações como empresário podem ser descomplicadas por meio de uma boa assessoria contábil para tomar conta desses e outros procedimentos, além de auxiliar em decisões estratégicas visando o sucesso financeiro e a redução de custos.

A escrituração contábil, como vimos, é uma técnica que é imprescindível tanto nos seus fins fiscais, quanto na sua capacidade de manter um controle assertivo do financeiro da empresa, o que faz dela algo fundamental para o sucesso do seu negócio, pois influencia diretamente na gestão.

Por isso, confie a escrituração contábil da sua empresa nas mãos de quem entende bem do assunto e possa entregar os resultados de forma confiável para você não ter dor de cabeça quanto a essa parte.

Conheça uma assessoria em contabilidade moderna, digital, que pode ser o seu novo contador. A GR Assessoria Contábil e Tributária tem uma gama de serviços para negócio crescer de maneira saudável e financeiramente sustentável.

O foco é estratégia contábil com custo-benefício, para que cada vez mais empresas prosperem, então aproveite nossas soluções e conte com o nosso atendimento, que vai dar todo auxílio que você precisa.

Você também pode se interessar em ler sobre alteração contratual de empresas, confira!

Deixe um comentário

Rolar para o topo